Como se “desapaixonar” em 7 passos

Como se “desapaixonar” em 7 passos

No Banner to display

No Banner to display

Desde o início você percebia sinais que aquela relação não daria certo, detalhes sutis que você preferiu deixar para lá e seguir em frente. Saiba que você não é a única, quando nos apaixonamos deixamos a racionalidade de lado e a emoção passa a falar mais alto, estranhamente o amor e a paixão são vícios tão poderosos quanto a cocaína (não estou exagerando), estudos científicos comprovam que as áreas cerebrais ativadas pelo amor e pela paixão são as mesmas das drogas pesadas.

Ok, mas vamos combinar que o amor só vale a pena quando nos faz bem, enche nossa vida de alegria e não nos causa dor e sofrimento. Se a outra pessoa não nos ama na mesma intensidade, não nos respeita, mente, engana, trai, certamente não merece nosso amor e por mais difícil que esta fase possa ser,  você vai conseguir superar, foque nas dicas abaixo e tudo ficará mais fácil.

  1. Afaste-se fisicamente, mentalmente e virtualmente também: evite ficar pensando nos momentos bons, sentir saudades, vasculhar o facebook ou monitorar o WhatsApp para ver se ele está online ou se entrou na madrugada para falar com alguém. O melhor a fazer é bloquear e até trocar de número se for o caso. Assim como na droga, se manter longe de tudo que possa te fazer lembrar é o primeiro passo para se recuperar deste amor.
  2. Viaje: mesmo que seja apenas por alguns dias, isso vai te fazer bem e manterá sua mente focada em outras coisas e ainda corre o risco de encontrar um novo amor por lá;
  3. Invista na atividade física: está comprovado que a atividade física produz endorfinas e serotoninas que te trarão uma sensação de bem estar, além de deixar seu corpo mais bonito e a autoestima nas alturas;
  4. Troque a playlist: Todo casal tem músicas que marcaram o romance, crie uma nova lista com músicas novas e alegres que vão te fazer vibrar em outra sintonia;
  5. Cante: Aproveite as músicas novas e cante, cante muito, sem medo de ser feliz;
  6. Aproveite a liberdade: Ao invés de ficar invejando os casais que estão passeando abraçados no shopping, curta sua liberdade, faça coisas que antes não conseguia fazer, dê valor a sua própria companhia e escolha programas que te façam bem, como sair com amigos por exemplo;
  7. E, por último e não menos importante, dê tempo ao tempo: Parece clichê, mas tenha certeza que o tempo cura tudo, o que parece ser o fim do mundo hoje, daqui um ano você nem vai lembrar mais.

Boa sorte nesta trajetória e uma frase alegre para te incentivar: “Um dia sofri, hoje sou free”.

Quer me contar o que achou do post, pedir conselhos ou apenas desabafar, use o Fale com a Paty ou me mande email: patycosta@sereiasurbanas.com.br.

 

Share This

Sobre o Autor

Blogueira principal, oriunda do mercado financeiro e pós-graduada na área de Gestão de Negócios pela FGV, fundou o site Sereias Urbanas e trouxe o olhar empresarial para um modelo de negócios digital......

Ver tudo de Paty Costa