Podemos prevenir o câncer em cães e gatos?

Podemos prevenir o câncer em cães e gatos?

No Banner to display

No Banner to display

A palavra câncer por si só já nos traz muita preocupação, esta doença que por muito tempo era  considerada uma sentença de morte também pode atingir nossos animaizinhos. O que poucos sabem é que  assim como nos humanos, muitos tipos de câncer que aparecem em cães e gatos podem ser prevenidos com mudança de atitudes.

shutterstock_233036965

Vamos conhecer os principais tipos de câncer, tratamentos e prevenção?

Câncer de mama
– Sinais: apatia, inchaço e feridas na região das tetinhas.
– Diagnóstico: avaliação clínica, raio X e biópsia, seguida de exame histopatológico.
– Causas: alimentação gordurosa e desbalanceada, obesidade e uso de remédios para evitar a gravidez.
– Vítimas: gatas e cadelas.
– Idade de risco: a partir dos 9 anos.
– Para evitar: castre antes do primeiro cio, dê ração de qualidade e não deixe sua fêmea ficar gorduchinha.
– Tratamento: conforme o caso, é preciso fazer cirurgia e, depois, sessões de quimioterapia ou radioterapia. O médico veterinário é quem irá definir o melhor para seu bicho. O tratamento também pode acontecer sem a necessidade de operar. Nesse caso, o bicho passa por sessões de eletroterapia e eletroquimioterapia.

Linfoma (câncer nos gânglios)
– Sinais: gânglios inchados no pescoço. Em gatos, massa abdominal (na barriga).
– Diagnóstico: biópsia, raio X e exames histopatológico e imunoistoquímico.
– Causas: em cachorros, pode ser a exposição a ondas de rádio, raios X ou micro-ondas, ou intoxicação por veneno para ervas daninhas (ácido diclorofenoxiacético). Nos gatos, leucemia e imunodeficiência felinas facilitam o quadro.
– Vítimas: totós de ambos os sexos e felinos machos que vão para a rua.
– Idade de risco: em geral, entre 5 e 12 anos. Nos gatos, pode aparecer antes dos 2 anos.
– Para evitar: vacine seu bichano todo ano com a quíntupla felina, que protege da leucemia (não há vacina contra imunodeficiência). Impeça o animal de sair de casa. Se você tem cachorro, não use no jardim o herbicida 2,4 D, e evite fazer raio X sem necessidade.
– Tratamento: quimioterapia.

Hiperplasia prostática
– Boa notícia: parece câncer, mas não é! Câncer de próstata é raro em animais.
– Sinais: aumento da próstata e dificuldade de urinar ou defecar.
– Diagnóstico: análise clínica, biópsia e exame histopatológico.
– Causas: hormonais.
– Vítimas: machos em geral.
– Idade de risco: aos 6 anos.
– Tratamento: castração.

Apesar de ser uma doença bastante séria, muitos casos podem ser curados, o mais importante é sabermos identificar e procurar ajuda profissional o mais rápido possível. Além dos tratamentos convencionais como quimioterapia e radioterapia já existem  no mercado métodos alternativos que podem ajudar seu mascote a sair mais rápido deste momento tão triste. Procure por homeopatia, fitoterapia, florais, chakras, cromoterapia entre outros. No link https://netdopet.com.br/geo/ você vai encontrar todos estes tratamentos e muitos outros que trarão saúde e qualidade de vida ao seu pet.

 Net do Pet- Porque quem ama cuida !

Net do Pet- Porque quem ama cuida !

Share This

Sobre o Autor

Blogueira principal, oriunda do mercado financeiro e pós-graduada na área de Gestão de Negócios pela FGV, fundou o site Sereias Urbanas e trouxe o olhar empresarial para um modelo de negócios digital......

Ver tudo de Paty Costa